user_mobilelogo

Noticias

Maristela Loffreda Gorayb, planejadora financeira, responde a pergunta de uma leitora no VALOR ECONÔMICO sobre qual o melhor regime tributário, o regressivo ou progressivo.

O economista Samuel Pessoa trata de forma irretocável, em sua coluna na FOLHA DE S. PAULO de domingo, das razões pelas quais o brasileiro poupa pouco para a aposentadoria.

Pensou em fazer uma previdência complementar e tem dúvida de quanto poderá receber na aposentadoria? Para facilitar esse entendimento, a PREVES criou um simulador de previdência que ajuda os servidores públicos a terem uma estimativa do benefício no futuro.

A 63ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev) reuniu entidades dos 26 estados da federação, e do Distrito Federal, em Vitória, nos dias 23 e 24 de agosto. A diretoria executiva da PREVES, representada pelo diretor-presidente, Alexandre Wernersbach Neves, também esteve presente no evento, organizado pela Associação Nacional de Entidades de Previdência dos Estados e Municípios (Aneprem).

O diretor-presidente da PREVES, Alexandre Wernersbach Neves, esteve na Prefeitura Municipal de Vila Velha na quarta-feira (22), durante a cerimônia de posse de conselheiros do Instituto de Previdência do município. Na ocasião, uma palestra sobre responsabilidade dos conselheiros na gestão do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) foi o destaque levado pela diretoria da PREVES aos membros eleitos.

As inscrições para o Congresso Internacional de Inovação, Políticas e Governança Pública CIPGP e o V Encontro de Serviços de Informações aos Cidadãos (SICs) das Instituições Públicas de Ensino Superior e Pesquisa do Brasil, estão abertas até o próximo dia 10 de agosto. O evento, promovido pela Ufes, será realizado nos dias 29, 30 e 31 do mesmo mês, no Cine Metrópolis.

Projetar um futuro financeiro organizado depende, muitas vezes, de onde e como investir. Analisar as variações do mercado para, então, decidir pela melhor escolha de investimento, como obter mais rentabilidade, diminuindo os riscos e, assim, aumentar o retorno potencial. Todos esses assuntos fizeram parte da palestra proferida pelo Diretor de Investimentos da PREVES, Gil Pimentel de Azeredo, realizada nesta terça-feira, dia 31 de julho. A apresentação “Resultado dos investimentos dos planos de benefícios”, teve o objetivo de esclarecer sobre como são aplicados os recursos dos planos PREVES SE (para servidores efetivos) e PREVES CDT (para servidores comissionados e em designação temporária).

Preparar gestores dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). Essa é a proposta da Associação Capixaba dos Institutos de Previdência (ACIP) que promove, durante esta semana, os cursos preparatórios CPA-10 e CPA-20 (Certificação Profissional ANBIMA), no auditório da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES). Participam do evento, profissionais de institutos de previdência de diversos municípios do Estado, além de colaboradores da PREVES. O curso, com início na terça-feira (24), segue até a próxima sexta-feira (27).

Em proposta de mudanças na previdência destinadas a  atingir a nova geração de trabalhadores e fundadas em um modelo híbrido, que combina benefícios não contributivos (universais) com contribuições (privadas) individuais, os professores Márcio Holland e Tomás Málaga,  da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EESP) escrevem artigo no VALOR ECONÔMICO em que defendem que    correções futuras nos parâmetros possam ser realizadas por meio de lei ordinária.  

Atestar e promover mais conhecimento para profissionais que atuam no mercado financeiro. Esse é o objetivo dos cursos preparatórios CPA-10 e CPA-20 (Certificação Profissional ANBIMA) que será promovido pela Associação Capixaba dos Institutos de Previdência (ACIP), no período de 24 a 27 de julho. O curso será realizado no auditório da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES).

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que em 2017 a população idosa superou a marca de 30 milhões e a estimativa é que em 2031, o número supere o de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. Diante do crescente número de idosos no País, especialistas em política fiscal e gestão previdenciária, alertam para um cenário preocupante: o déficit da previdência pública.

Como são investidos os recursos dos planos administrados pela PREVES? Quais os principais investimentos, os riscos envolvidos e a rentabilidade acumulada? Para esclarecer todas essas questões, a Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES) apresenta a palestra “Resultado dos investimentos dos planos de benefícios”, no dia 31 de julho, às 8h30, no auditório da Fundação.

Em editorial, sob o título “Futuro incerto”, a FOLHA DE S. PAULO lamenta ser o Brasil um dos países que menos poupam no mundo, conforme mostrado por estudo do Banco Mundial, e a partir dessa constatação o jornal propõe que o governo adote medidas que estimulem o brasileiro a poupar. Isso ajudaria não apenas às pessoas, que passariam a contar com uma reserva em momentos de incertezas, como aliviaria os cofres públicos e disponibilizaria recursos para estimular a atividade econômica.

O Instituto de Previdência do Município de Vitória (IPAMV) assinou um acordo de cooperação técnica junto à Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES) com o objetivo de realizar estudos para verificar a viabilidade do regime de previdência complementar para o município de Vitória.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira (27/6), que servidores públicos da União ligados ao Judiciário, incluindo juízes, têm até 28 de julho deste ano para aderir ao regime de previdência complementar. Os ministros indeferiram pedido de liminar na ação direta de inconstitucionalidade 4.885, apresentado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), que pedia a exclusão do marco temporal para aderir à Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário (Funpresp-Jud).

Um modelo de previdência que assegure justiça e sustentabilidade para os servidores públicos no Brasil. Essa é a proposta do livro Regimes Próprios: Aspectos Relevantes Volume 12, organizado pela Associação Paulista de Entidades de Previdência do Estado e dos Municípios (Apeprem) e Associação Brasileira de Instituições de Previdência Estaduais e Municipais (Abipem).

A servidora pública Laís Resende Costa Dias, de 31 anos, é a primeira participante da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES) a receber os benefícios do plano PREVES SE, gerenciado pela Fundação. A concessão é referente ao benefício de aposentadoria por invalidez e foi firmada no mês de maio.

A “Previdência Complementar do Servidor Público X Equacionamento do Déficit Atuarial” será o tema apresentado pelo diretor-presidente da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES), Alexandre Wernersbach Neves, durante o 1º Congresso Nacional de Previdência dos Servidores Públicos (Conapresp). A palestra acontece no dia 21 de junho, em Florianópolis, Santa Catarina.

A Associação Nacional de Entidades de Previdência de Estados e Municípios (Aneprem) lançou, no mês de maio, o Livro “Gestão Previdenciária: Princípios e Práticas de Boa Governança”. A obra reúne textos de especialistas da área previdenciária de todo o Brasil e apresenta, de forma metodológica, conceitos e práticas de gestão direcionadas aos gestores do Regime Próprio de Previdência Social.

A Universidade Corporativa da Previdência Complementar – UiAbrapp – iniciou divulgação e abriu inscrições para os treinamentos programados para o 2º Semestre de 2018. São oferecidas diversas trilhas e treinamentos para conselheiros e profissionais em diferentes cidades do país (clique aqui para acessar agenda completa). Com isso, a UniAbrapp avança com sua missão de atuar na formação e especialização dos profissionais e dirigentes do sistema de Previdência Complementar Fechada e de outros setores correlatos.Fonte: Acontece / Abrapp

As trilhas oferecidas abrangem as áreas de contabilidade, tecnologia, seguridade e jurídica. Na área de tecnologia, por exemplo, serão realizadas três trilhas, nos níveis I, II e III. Um dos destaques da grade para o 2º Semestre é a 12ª edição do curso Exercício da Função de Conselheiro, que será realizado com vários encontros distribuídos nos meses de agosto a novembro.

Uma novidade prevista ainda para a segunda metade do ano é o lançamento de um programa de qualificação voltado aos membros dos comitês de investimentos das entidades fechadas. O programa visa atender a demanda das associadas para abordar os principais assuntos que envolvem os profissionais que atuam nos comitês.

Novos MBAs - Além dos treinamentos, a UniAbrapp está ampliando o número de turmas de MBA em Gestão de Previdência Complementar. Após a formação de uma turma do MBA no Rio de Janeiro no mês de maio em parceria com o IBMEC, a Universidade se prepara para iniciar outra turma em Belo Horizonte. Esta turma tinha previsão de início também no mês de maio, mas foi prorrogado para o próximo mês de agosto. A Abrapp e a UniAbrapp estão reforçando a importância de formação desta turma junto às associadas de Minas Gerais.

A UniAbrapp tem planos ainda de formar a segunda turma em São Paulo e, em breve, de oferecer o MBA nas regiões Sul e Nordeste. Os locais e as parcerias para estas novas turmas ainda estão em negociação. Desta forma, a Universidade pretende avançar na regionalização dos treinamentos com a oferta de cursos nas diferentes regionais.

Neste sentido, a Universidade está realizando uma pesquisa de levantamento das necessidades de treinamento nas regionais da Abrapp, buscando mapear a demanda das associadas e de seus profissionais. Até o momento, o levantamento foi realizado nas regiões Sul e Nordeste.

Números - Desde sua criação em abril de 2015, a UniAbrapp já realizou 290 treinamentos presenciais, com a participação de mais de 6 mil alunos. Foram cerca de 250 profissionais habilitados para a “Certificação por Capacitação” através do programa “Exercício da Função de Conselheiro” e foram realizados 35 projetos In Company. Além disso, a plataforma de cursos online conta atualmente com sete cursos, tendo atendido cerca de 3 mil alunos.