user_mobilelogo

Noticias

A PREVES, em parceria com a Fundação Assistencial dos Empregados da Cesan (Faeces) e Fundação Banestes de Seguridade Social (Baneses), promove, no próximo dia 27 de novembro, a palestra “Desafios comportamentais, econômicos e sociais da longevidade”. O evento tem apoio da Mongeral Aegon.

Gestores da empresa Capitânia S/A, especializada em serviços de gestão de investimentos e assessoria financeira, estiveram na PREVES nesta quinta-feira, dia 1º, com o objetivo de apresentar mais informações sobre as oportunidades do mercado de fundo imobiliário no Brasil.

Investir em previdência complementar é uma boa alternativa de planejar o futuro. Afinal, viver uma aposentadoria tranquila e sem preocupações exige planejamento financeiro, que deve começar desde cedo. Porém, momentos de incerteza, como a perda total ou parcial da remuneração como, por exemplo, o desligamento do órgão onde trabalha, podem colocar esse planejamento em segundo plano. Mas na PREVES é possível manter a previdência complementar mesmo não possuindo mais vínculo com o órgão patrocinador.

Estimular e aperfeiçoar a gestão administrativa dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS's) nos municípios do Estado do Mato Grosso. Esse foi o objetivo do 6º Encontro de RPPS promovido pela Associação das Entidades de Previdência do Estado e Municípios Mato-grossenses (Apremat), em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) durante os dias 17, 18 e 19 de outubro, em Cuiabá. O diretor-presidente da PREVES,  Alexandre Wernersbach Neves, participa do evento com o painel “Sustentabilidade na Gestão Previdenciária: Alternativas, Equacionamento, Déficit Atuarial”.

Desafios comportamentais, econômicos e sociais da longevidade fizeram parte do tema apresentado pelo presidente do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, Nilton Molina, na manhã da quinta-feira (4). A palestra, direcionada aos profissionais da área de seguro e previdência, foi promovida pela Mongeral Aegon, em parceria com a PREVES e o Sindicato dos Corretores do Espírito Santo (Sincor).

Mais de 700 professores aprovados no concurso público da Secretaria Estadual de Educação (Sedu) passaram pela PREVES no mês de setembro. Os servidores foram nomeados pelo Governo do Estado no mês de agosto e, por isso, compareceram à Fundação a fim de optar ou não pela previdência complementar. Ao todo, 62% escolheram investir um percentual do salário no plano de aposentadoria. Durante o mês de outubro, mais 235 professores nomeados passarão pela PREVES.

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) disponibiliza vídeo, com os pontos fundamentais da nova regra de investimentos (Resolução CMN nº 4.661/18).

A expectativa de uma vida longa tem rendido lucros nos mais diferentes setores da economia e em vários países —em especial na Europa e no Japão, lugares em que a população idosa atinge um percentual maior da população. Uma unidade da Nestlé estima que uma nova divisão de suplementos e bebidas nutritivas para a terceira idade crescerá até se transformar em um negócio de quase US$ 1 bilhão (R$ 4,08 bilhões) em até dez anos, traz a FOLHA DE S. PAULO em uma longa e saborosa matéria sobre o tema.

Maristela Loffreda Gorayb, planejadora financeira, responde a pergunta de uma leitora no VALOR ECONÔMICO sobre qual o melhor regime tributário, o regressivo ou progressivo.

O economista Samuel Pessoa trata de forma irretocável, em sua coluna na FOLHA DE S. PAULO de domingo, das razões pelas quais o brasileiro poupa pouco para a aposentadoria.

Pensou em fazer uma previdência complementar e tem dúvida de quanto poderá receber na aposentadoria? Para facilitar esse entendimento, a PREVES criou um simulador de previdência que ajuda os servidores públicos a terem uma estimativa do benefício no futuro.

A 63ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev) reuniu entidades dos 26 estados da federação, e do Distrito Federal, em Vitória, nos dias 23 e 24 de agosto. A diretoria executiva da PREVES, representada pelo diretor-presidente, Alexandre Wernersbach Neves, também esteve presente no evento, organizado pela Associação Nacional de Entidades de Previdência dos Estados e Municípios (Aneprem).

O diretor-presidente da PREVES, Alexandre Wernersbach Neves, esteve na Prefeitura Municipal de Vila Velha na quarta-feira (22), durante a cerimônia de posse de conselheiros do Instituto de Previdência do município. Na ocasião, uma palestra sobre responsabilidade dos conselheiros na gestão do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) foi o destaque levado pela diretoria da PREVES aos membros eleitos.

As inscrições para o Congresso Internacional de Inovação, Políticas e Governança Pública CIPGP e o V Encontro de Serviços de Informações aos Cidadãos (SICs) das Instituições Públicas de Ensino Superior e Pesquisa do Brasil, estão abertas até o próximo dia 10 de agosto. O evento, promovido pela Ufes, será realizado nos dias 29, 30 e 31 do mesmo mês, no Cine Metrópolis.

Projetar um futuro financeiro organizado depende, muitas vezes, de onde e como investir. Analisar as variações do mercado para, então, decidir pela melhor escolha de investimento, como obter mais rentabilidade, diminuindo os riscos e, assim, aumentar o retorno potencial. Todos esses assuntos fizeram parte da palestra proferida pelo Diretor de Investimentos da PREVES, Gil Pimentel de Azeredo, realizada nesta terça-feira, dia 31 de julho. A apresentação “Resultado dos investimentos dos planos de benefícios”, teve o objetivo de esclarecer sobre como são aplicados os recursos dos planos PREVES SE (para servidores efetivos) e PREVES CDT (para servidores comissionados e em designação temporária).

Preparar gestores dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). Essa é a proposta da Associação Capixaba dos Institutos de Previdência (ACIP) que promove, durante esta semana, os cursos preparatórios CPA-10 e CPA-20 (Certificação Profissional ANBIMA), no auditório da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES). Participam do evento, profissionais de institutos de previdência de diversos municípios do Estado, além de colaboradores da PREVES. O curso, com início na terça-feira (24), segue até a próxima sexta-feira (27).

Em proposta de mudanças na previdência destinadas a  atingir a nova geração de trabalhadores e fundadas em um modelo híbrido, que combina benefícios não contributivos (universais) com contribuições (privadas) individuais, os professores Márcio Holland e Tomás Málaga,  da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EESP) escrevem artigo no VALOR ECONÔMICO em que defendem que    correções futuras nos parâmetros possam ser realizadas por meio de lei ordinária.  

Atestar e promover mais conhecimento para profissionais que atuam no mercado financeiro. Esse é o objetivo dos cursos preparatórios CPA-10 e CPA-20 (Certificação Profissional ANBIMA) que será promovido pela Associação Capixaba dos Institutos de Previdência (ACIP), no período de 24 a 27 de julho. O curso será realizado no auditório da Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES).

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que em 2017 a população idosa superou a marca de 30 milhões e a estimativa é que em 2031, o número supere o de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. Diante do crescente número de idosos no País, especialistas em política fiscal e gestão previdenciária, alertam para um cenário preocupante: o déficit da previdência pública.

Como são investidos os recursos dos planos administrados pela PREVES? Quais os principais investimentos, os riscos envolvidos e a rentabilidade acumulada? Para esclarecer todas essas questões, a Fundação de Previdência Complementar do Estado do Espírito Santo (PREVES) apresenta a palestra “Resultado dos investimentos dos planos de benefícios”, no dia 31 de julho, às 8h30, no auditório da Fundação.